Blog

Tráfego orgânico ou pago? Saiba qual é melhor para a sua empresa

Tráfego orgânico

Se você já usou da justificativa que hoje em dia tudo é encontrado na internet, saiba que essa cultura de “dar um Google” cada vez mais está se consolidando. Isso porque o meio digital tem a habilidade de armazenar muito mais informações e fazer com que elas cheguem em diversas pessoas, pelo tráfego orgânico ou pago. 

Se você quer que as informações da sua empresa cheguem a um determinado número de potenciais clientes, é preciso definir qual das duas alternativas é a melhor. 

“Mas como definir isso?”, você deve estar se perguntando. Acompanhe o artigo que a Vanguarda Comunicação Interligada elaborou para mostrar o que pode ser melhor o seu negócio. 

Por que se importar com o tipo de tráfego na internet?

Imagine que você quer muito comprar um carro. Onde você busca saber sobre o assunto? Diretamente se deslocando a uma concessionária ou no smartphone que está na palma da sua mão? E quando você faz a busca no Google, provavelmente clica em uma das primeiras páginas, certo? 

É através do tráfego recebido pelo site que ele acaba aparecendo na primeira página, resultando em relevância e credibilidade para o seu conteúdo.  

A importância do recebimento tráfego está relacionada à estratégia de Marketing Digital que sua empresa quer alcançar, como a necessidade de manter uma presença digital ou alavancar vendas através de e-commerce. Para entender melhor o que você precisa, observe os tipos de tráfego. 

Tráfego pago

O tráfego pago já diz tudo: você deverá investir dinheiro para que seu site apareça nas primeiras páginas do Google como forma de anúncio. Essa pode ser uma estratégia eficiente se você dispor de recursos. 

O problema é que você pode não ter um resultado satisfatório na captação de leads se parar de fazer o pagamento para se manter no topo. 

Os anúncios pagos são feitos através de serviços como o Google Ads e o Facebook Ads, de acordo com as palavras-chaves definidas na estratégia de Marketing. 

No caso do Google Ads, os anúncios aparecem na plataforma de pesquisa do Google. Já no caso do Facebook Ads, os anúncios aparecem na rede social do Facebook, direcionando os usuários para o conteúdo no seu site. 

Números do tráfego pago

  • Em média, 1,91% das buscas resultam em cliques nos resultados pagos da primeira página;
  • Custo por lead maior no longo prazo;
  • Resultados imediatos;
  • Não gera backlinks e ganhos de SEO;
  • Você “aluga” o seu espaço nas primeiras posições do Google, afinal só estará ali enquanto houverem créditos a serem utilizados;
  • Fim da campanha = fim dos leads;
  • Se você parar de investir, para de gerar leads;
  • Custo por clique, independente se a conversão for realizada.

Cabe a você decidir quais são as suas prioridades. Se o intuito é vender um produto/serviço, caberá a você avaliar quais são as vantagens do anúncio pago para o seu empreendimento. 

É importante enfatizar aqui que, embora o título do anúncio seja atraente, é essencial que seu conteúdo seja de qualidade para “prender” o usuário e torná-lo um potencial cliente para sua empresa. 

Afinal, é com conteúdo de qualidade que o usuário avalia se aquele site realmente sabe do que está falando, ou seja, se é uma autoridade no ramo. 

Tráfego orgânico

O tráfego orgânico não possui um custo direto, mas é uma estratégia de médio a longo prazo que “educa” o usuário para que ele se torne um cliente, através das etapas do funil de vendas. Falamos que não há um custo “direto” porque ainda sim há um custo. 

É preciso que seu site seja constantemente atualizado com conteúdos relevantes e que trabalhe palavras-chave estratégicas, entre outras práticas de SEO (otimização para mecanismos de busca).

Assim, o Google ranqueia a URL como importante e eleva seu site para o topo da página, indicando que seu domínio oferece conteúdos de qualidade. Esse trabalho chamamos de Marketing de Conteúdo

Uma vez que, além de textos escritos sobre assuntos que rodeiam seu ramo e atendem a uma estratégia, é preciso fazê-lo conforme o entendimento do Googlebot (robô do Google).

Números do tráfego orgânico

  • Em média, 71,33% das buscas resultam em cliques nos resultados orgânicos da primeira página;
  • Custo por lead menor no longo prazo;
  • Resultados de longo prazo;
  • Gera backlinks e ganhos de SEO;
  • Você pode conquistar o seu espaço nas primeiras posições do Google;
  • Possibilidade de continuar gerando leads com conteúdos antigos;
  • Se você parar de investir, continua gerando leads;
  • Clique sem conversão = sem custos.

Assuntos relacionados:

SEO: como utilizar esta estratégia a favor da sua empresa?

5 tipos de blog posts para você atrair mais visitantes

Qual o melhor para minha empresa? 

A melhor maneira de gerar tráfego para seu site é apostar em uma combinação de ambas as estratégias. Isso porque o Marketing de Conteúdo começa a gerar resultados de médio a longo prazo, e há assuntos que você pode dar um “empurrãozinho” na forma paga.

Tudo isso vai depender do que o profissional de Marketing avalia como estratégia para sua empresa, de acordo com os objetivos do seu negócio

No final, um custo ainda deverá ser investido na produção de conteúdo e a melhor maneira de você garantir que seu site seja bastante acessado é buscando profissionais que tenham conhecimento e experiência no assunto.

Se você optar pelo tráfego orgânico, use estas estratégias

Marketing de conteúdo

O Marketing de Conteúdo é um dos pilares do Marketing Digital. A geração de tráfego orgânico, hoje, dificilmente acontece sem algum tipo de conteúdo que interessa à persona. 

Por isso, se você quer atrair visitas qualificadas sem precisar recorrer às fontes pagas, aprenda como o marketing de conteúdo funciona e o que precisa fazer para aplicá-lo de forma consistente.

SEO (Search Engine Optimization) 

A sigla é o nome dado para a estratégia de tráfego orgânico. Usando corretamente as técnicas de SEO, os seus conteúdos disputam espaço nas primeiras páginas de busca. 

Se bem otimizadas, podem aparecer logo no topo, próximo dos anúncios pagos, mas com uma diferença: você não pagou para eles aparecerem lá. 

É uma etapa que requer disciplina e dedicação. Como já dissemos, os resultados virão a longo prazo. Outro ponto importante. Dependendo de como o seu site está hoje, ele deverá também ser otimizado, o que facilita o processo de ranqueamento. 

E-mail marketing

O e-mail marketing é uma excelente estratégia de relacionamento com as pessoas que acessam os seus conteúdos. É uma maneira de transformar simples visitantes em leads e, mais tarde, em clientes. 

Com uma lista de contatos de e-mails, é mais fácil direcionar visitas para seu conteúdo do que só com promoção em redes. 

Uma forma de obter o contato para futuros envios de e-mail marketing é atraindo seus leads para um newsletter. 

Como investir nessas estratégias?

Uma agência de publicidade que oferece Inbound Marketing já conta com especialistas preparados para fazer todo o processo de atração de clientes para seu site. 

O que gera melhor fluidez e eficiência no processo, uma vez que a equipe está integrada em um objetivo e você não irá precisar buscar profissionais separados e alinhar tudo o que sua empresa precisa diversas vezes.
Este conteúdo te ajudou? Que tal continuar a leitura e se aprofundar mais no assunto acessando nosso post sobre Marketing de conteúdo: saiba quais profissionais contratar.

Escreva um comentário