fbpx

Blog

Coronavírus: 7 dicas para a empresa sobreviver à crise no mercado

Coronavírus: 7 dicas para a empresa sobreviver à crise no mercado

O coronavírus tomou proporções gigantescas no mundo todo, afetando fortemente os setores da economia. Empresas de serviços não essenciais, de pequeno ao grande porte, são as que mais sofrem os impactos da pandemia. 

Mas é possível minimizar os prejuízos aproveitando a quarentena para se reinventar. Criar estratégias e investir em alternativas pode ser a saída para manter o negócio funcionando.

Veja nesta matéria 7 dicas para a sua empresa colocar em prática.

1. Aproveite o silêncio

É normal ficar estagnado e em choque em meio à uma crise. Em momentos assim, o desespero parecer ofuscar a luz do fim do túnel. Mas é também uma oportunidade para analisar os processos e criar um diagnóstico. “A minha empresa estava mesmo indo bem?”.

Essa análise pode dar tempo para elaborar planos mais assertivos para os próximos anos. Agora, pensando em maneiras de prevenção de novas crises. 

Algumas perguntas podem ir além nesse diagnóstico:

  • Quem irei contratar? 
  • Quem eu quero que sejam meu futuros clientes e consumidores? 
  • Posso fazer uma limpa nas minhas redes sociais, apresentações ou site? 
  • Como está meu plano de negócios?

2. Renegocie seus contratos

Se você tinha contratos com clientes mas teve que cancelar ou adiar, tente uma renegociação. O adiamento pode garantir que o serviço seja retomado posteriormente, evitando prejuízos financeiros ainda maiores. 

Essa dica cabe muito bem para empresas de eventos, hotelaria, buffets e similares. 

Para quem teve o comércio afetado na classificação como não essencial, a orientação é a mesma. Tente flexibilizar seus contratos com os fornecedores ou, se for o caso, rompê-los. 

3. Crie estratégias para manter seus clientes

Muitas empresas estão aderindo ao famoso pagamento antecipado, como forma de crédito para produtos e serviços. Funciona basicamente assim: o cliente paga antecipadamente um valor abaixo do comum por um produto ou serviço, que pode ser entregue ou executado ao fim da quarentena. 

A venda pode ser feita em vouchers para um produto específico ou apenas sinalizando o valor. Na hora de retirar, basta apresentar o voucher. Dessa forma, o cliente fica contente com o desconto e a empresa mantém seu fluxo de caixa. 

Não deixe de conferir:

5 vantagens de uma agência Google Partners para o seu negócio!

Posicionamento de marca: sua empresa já faz marketing de conteúdo?

4. O que fazer com os funcionários

Essa é uma dúvida frequente e uma as maiores preocupações dos empresários. A saída para muitas empresas foi adotar o home office para as atividades. Essa flexibilização foi vista com bons olhos tanto para empresa quanto para a maioria das funcionários. 

Já para empresas que não podem atuar nesse regime, o governo publicou a Medida Provisória 927 fixando regras para a relação entre empresas e trabalhadores durante a pandemia do novo coronavírus. 

Entre as medidas estão o uso de banco de horas e antecipação de feriados e férias individuais ou coletivas, por exemplo.

5. Aposte nas vendas online e delivery

Se você possui uma loja física e só vende presencialmente, agora precisa investir em vendas online. Isso pode ser feito tanto em redes sociais quanto em e-commerce, por onde se anuncia produtos e negocia as vendas. 

Investir em presença digital pode ser a saída para garantir (e quem sabe aumentar) as vendas em meio à pandemia. Especialmente se você trabalha com serviços essenciais, como a gastronomia, por exemplo. 

Já para quem trabalha com comércios não essenciais, o e-commerce pode ser saída para manter as vendas. 

Investir em plataformas digitais é uma maneira não só de posicionar uma marca, mas também de aprimorar os serviços já existentes. O delivery, entrega em domicílio, pode entrar como serviço gratuito aos clientes.  

6. Invista em marketing digital

Pegando o gancho da dica anterior, saiba que o marketing digital vai muito além de presença online. Por meio de estratégias com especialistas na área, é possível implementar meios de atrair clientes para o seu negócio.

As alternativas no meio digital são muitas, como o gerenciamento de redes sociais, produção de conteúdos, análise de resultados, entre outros. 

O importante nesse momento é se manter vivo na memória dos clientes. Mas, mais do que isso: aproveitar para criar uma aproximação com potenciais consumidores – mirando em futuras vendas.

7. Não espere a pandemia passar

Sabemos que colocar em práticas as nossas dicas da noite para o dia é um tanto quanto difícil. Mas saiba que até mesmo as empresas que podem ajudar na implementação de alguns serviços sugeridos neste artigo estão mais flexíveis.

Essa é oportunidade para iniciar uma nova era na sua empresa. Pesquisa mais sobre os assuntos aqui citados e planeje seus novos investimentos. 

Agora que você já sabe como se reinventar em meio à pandemia de coronavírus, acesse o nosso blog e veja mais conteúdos importantes para quem é empreendedor. Leia também: Agência de marketing digital: por que montar essa parceria?

Escreva um comentário